Rede Mídia de Comunicação | Rede Sem Fronteiras

Você está em: Início > Notícias > Geral > LITERANDO NO TEATRO

LITERANDO NO TEATRO

Geral por Sandra Hasmann em 2017-03-19 19:35:41

*Por Renata Barcelos - colunista convidada

Morte Acidental de um anarquista, de Dario Fo, ganhou o prêmio Nobel de Literatura em 1997. Em maio de 2000, na Itália, recebeu, mais três prêmios Molière. Para a composição da peça, o autor se baseou em relatos da imprensa e nos autos processuais do caso do anarquista Giuseppe Pinelli. O texto aborda esse fato de forma diferenciada: música ao entrar no teatro com o elenco e, antes da encenação, apresentação divertida dos atores para contextualizar o período histórico do acontecimento e, por fim, interação com a plateia cujas informações são utilizadas no decorrer da atuação dos personagens, a fim de esclarecer, aprofundar e refletir sobre a vida e a nossa sociedade. Como professora de Língua Portuguesa, destaco o início pelo fato do protagonista (Dan Stulbach) de forma divertida interagir com outro personagem ressaltando questões de má compreensão textual.

O cenário é uma delegacia cujos personagens são: um louco (Dan Stulbach) detido por falsa identidade que, na delegacia, dentre outras identidades, se passa por um falso juiz para investigar o misterioso caso do anarquista supostamente jogado pela janela do quarto andar; o comissário (Marcelo Castro) encontra os responsáveis pela investigação; o delegado (Henrique Stroeter) e o secretário de Segurança (Riba Carlovich) e a jornalista (Maira Chasseraux). A atuação dos atores é espetacular. Diversão garantida. Vale conferir!!!

O ator Dan Stulbach relata ter conhecido o autor Dario Fo da obra “Morte Accidentale di um Anarchico”, em 1970, durante uma temporada da peça, em São Paulo, no final dos anos 1980. Em 13 de outubro de 2016, o escritor, dramaturgo, diretor e ator morreu aos 90 anos, em um hospital de Milão, onde estava internado por conta de problemas respiratórios. Deixou uma vasta produção literária na qual retrata sua visão única e inquieta da sociedade, baseadas em muita pesquisa e com uma dose de criatividade. Outras de suas obras importantes são: Mistero Buffo de 1969, televisionada em 1977, considerada uma das obras primas e já adaptada para peças de teatro até no Brasil; e a última em 2016 Darwin ma siamo scimmie da parte di padre o di madre?.

A peça Morte Acidental de um anarquista está em cartaz no Rio de Janeiro até o dia 2 de abril, no Teatro dos 4, Shopping da Gávea.

Por Prof. Dr.° Renata Barcellos (professora de Língua Portuguesa do NAVE – CECA e UNICARIOCA)

Deixe seu comentário, ele é muito importante para nós

* Seus dados não serão exibidos a terceiros.

Publicidade

Veja também