Rede Mídia de Comunicação | Rede Sem Fronteiras

Você está em: Início > Notícias > Literatura > Literando no teatro

Literando no teatro

Literatura por Renata Barcellos em 2018-01-13 14:41:20

O Animal que ronda é uma releitura do clássico “Macbeth”, de Willian
Shakespeare (1564-1616), dramaturgo e poeta inglês. Autor de tragédias famosas como \\\"Hamlet\\\", \\\"Otelo” e \\\"Romeu e Julieta\\\". É considerado um dos maiores escritores de todos os tempos.

Macbeth é um general do exército escocês que conta com enorme respeito do seu rei por sua lealdade e vitórias em batalhas. Um dia, encontra três bruxas, e elas preveem que um dia se tornará o novo rei da Escócia. Encorajado por sua manipuladora esposa Lady Macbeth se torna ambicioso e assassina o Rei Duncan, assumindo o trono. Atormentado pela culpa e paranoico, transforma-se em um rei
tirano e cruel.
A peça transpõe o texto de Shakespeare para a atualidade. O enredo trata-se assim da estória de grandes executivos de uma construtora, Mac e Banco, que fazem a reintegração de posse de um terreno numa guerra sangrenta contra moradores da favela McDonalds - para transformá-la em campo de golfe de um de seus empreendimentos imobiliários, na Barra da Tijuca. Em cena, desigualdade de classes, aambição e a luta pelo poder, tal como na história do século XVI. Macbeth torna-se Mac, gerente de uma rede de condomínios de luxo, os Condomínios Nova Escócia.
O início da peça ocorre com comemoração no Charneca’s Dance Club, uma boate localizada na localidade, onde Mac e seu sócio Banco vão e a cartomante Joelma prevê que Mac se tornará o presidente das empresas. Ele e sua esposa, Lady, praticam assassinatos para chegarem ao poder.
Com a ascensão, vem também a queda e o tormento mental. A partir deste local e dos personagens em cena, a trama começa.
O enredo nos prende. Quem conhece a estória do autor, identificará na excelente releitura. É contemporânea a releitura. Ficamos atentos a cada momento, movimento dos personagens. A atuação dos atores (4 homens e 3 mulheres) é excelente 
Catarina Saibro, Elio de Oliveira, Joice Marino, Leonardo Corajo, Lucas Gouvêa, Luciano Moreira, Luisa Friese e Maurício Lima . A peça é híbrida. A música faz-se presente em vários momentos como Eu te amo, de Roberta Miranda: 

“Tanto tempo longe de você
Quero ao menos lhe falar
A distância não vai impedir
Meu amor de lhe encontrar
Cartas já não adiantam mais
Quero ouvir . Vai a sua voz
Vou telefonar dizendo
Que estou quase morrendo
De saudade de você”.


Provérbios (ditos populares - frases e expressões - transmitem conhecimentos comuns sobre a vida. Criados desde a Antiguidade, como estão relacionados a aspectos universais da vida, são utilizados até
os dias atuais). Thor menciona alguns: “o mau do urubu é pensar que o boi está morto” e “A fome faz o lobo sair da mata”. Vale ressaltar também o figurino, ele é adequado a proposta. Em especial, a da Lady e a do “amigo” de Thor.
A dramaturgia é de Leonardo Corajo, em colaboração com Lucas Gouvêa e Joelson (o diretor e cocriador). De acordo com este, a ideia surgiu em 2015 quando os três estavam juntos, em busca de um texto que retratasse do momento politico-social do momento: “Lucas então trouxe a ideia de trabalharmos sobre o Macbeth do Shakespeare recontextualizando-o no Rio de Janeiro. A partir do original construímos um novo texto, assinado por Leonardo Corajo com a colaboração minha e do Lucas, que opera sobre a base dos conflitos estabelecidos na tragédia shakespeareana”. Acrescenta ainda que: “Nossa estória se passa no Rio de Janeiro, na Barra da Tijuca. Nossos reinos são os condomínios de luxo excludentes. O texto foi  construído em 2015,  o que não esperávamos é que ele fosse ficar mais atual no correr de apenas dois anos”.


Vale a pena conferir!!!!

Temporada: de 06 de janeiro a 5 de fevereiro
Dias e hora: de sexta a segunda, às 20:30m
Local:Espaço Cultural Municipal Sergio Porto (R. Visconde Silva, s/
nº, Humaitá. Tel: 2535-3846)
Funcionamento bilheteria:
De quinta a segunda, a partir das 17:00
Ingressos: R$ 40 (inteira) e R$ 20 (meia)
Classificação indicativa: 16 anos

Atores: Catarina Saibro, Elio de Oliveira, Joice Marino, Leonardo Corajo, Lucas Gouvêa, Luciano Moreira, Luisa Friese e Maurício Lima 
Luz: Paulo César Medeiros 
Figurinos: Paula Stroher 
Direção Musical: Luciano Moreira
Direção de Movimento: Toni Rodrigues
Assistência de Direção: César Marquez 
Programação Visual: Evee Ávila 
Produção Executiva: Priscilla Gouvêa
Realização: Dragão Voador Teatro Contemporâneo

Deixe seu comentário, ele é muito importante para nós

* Seus dados não serão exibidos a terceiros.

Publicidade

Veja também